Em 2070, o islamismo irá superar o cristianismo como a religião mais difundida no mundo


Em 2070, islamismo superará o cristianismo e se tornará a religião mais difundida do mundo. Em 2050, a maior parte da população da Índia já será muçulmana, segundo uma nova pesquisa.

De acordo com o Pew Research Center, a Índia terá mais de 300 milhões de muçulmanos em 2050, superando, desta forma, a Indonésia.

Em 2010, havia 1,6 muçulmanos no mundo, mas a tendência atual mostra que o islamismo já é a segunda religião mais difundida globalmente, atrás apenas do cristianismo. Hoje, o islamismo é a religião que cresce mais rápido em todo o planeta.

A pesquisa diz: “os muçulmanos são também os mais jovens entre todos os grupos religiosos (a média de idade dos seus adeptos era de 23 anos em 2010), com uma média de idade sete anos menor do que a dos outros grupos”.

“Como resultado disso, muitos e muitos muçulmanos da atualidade estão próximos da época da vida na qual é comum ter filhos. Esse fato, combinado aos altos índices de natalidade, irá impulsionar o crescimento da população muçulmana”.

Especificamente, a pesquisa também revelou que os 3,3 milhões de muçulmanos que vivem nos Estados Unidos compõem aproximadamente 1% da população do país, um número que deve aumentar para 2,1% em 2050.



A população mundial de muçulmanos

As religiões com menos de 1% de representação foram arredondadas para 1%. A pesquisa é de 2010.

Fonte: Pew Research Center. Mais detalhes.

Também afirma-se que 10% dos europeus serão muçulmanos em 2050.

A pesquisa descreve a ascensão contínua dessa religião da seguinte forma: “Apesar de muitos países do Oriente Médio e do norte da África serem majoritariamente muçulmanos – a região onde a religião se originou, no século VII, abriga apenas 20% da população muçulmana em todo mundo”.

“A maioria dos muçulmanos do mundo (62%) vive na região da Ásia-Pacífico, incluindo a grande população da Índia, Paquistão, Indonésia, Bangladesh, Irã e Turquia”.
Publicidade
Publicidade

Aleatórios

Tecnologia do Blogger.