Connect with us

°C

Últimos Posts

Escolas de Porto Seguro aderem à leitura bíblica e oração

“Nela [a Bíblia] tem mensagens como honrar o pai e a mãe, como proteger as pessoas, amar as pessoas sempre e amar a um Deus sob todas as coisas.”, defende autor do projeto

26 de jun de 2017


Em Porto Seguro, uma das maiores cidades do estado da Bahia, um decreto polêmico, mas de cumprimento facultativo, chegou às escolas da cidade. O decreto prevê a liberdade de professores em lerem trechos da Bíblia e promoverem orações em sala de aula.

 O projeto, sancionado em 5 de junho pela prefeita Claudia Silva Santos Oliveira, é de atividade opcional e, de acordo com informações divulgadas pelo G1, não há dados de quantas escolas aderiram.

O vereador Kempes Rosa (PPS-BA) foi o autor do projeto de lei e, em entrevista, defendeu suas ideias. “Nela [a Bíblia] tem mensagens como honrar o pai e a mãe, como proteger as pessoas, amar as pessoas sempre e amar a um Deus sob todas as coisas. O mundo hoje, as pessoas estão aí fora tentando se destruir. Eu acho que é importante passar uma mensagem de paz, harmonia”.

A professora Elizabeth Doro foi a favor e acredita que os estudantes serão beneficiados. “O que é a ética? O que é a moral? O que é o respeito pelo próximo? O que é a coragem, sabedoria, paciência a tolerância? Tudo o que eles têm que ter na infância, na juventude”.

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) está investigando a Lei Municipal. Wallace Barros, promotor da área de educação, acredita que o decreto fere a laicidade prevista na Constituição de 1988.

Tales de Oxó Guian, um pai de santo, acredita que outras religiões precisam da mesma abertura. “Não tenho nada contra, acho que é muito bacana, desde que se permita falar de tudo. Eu acho que até bonito que os nossos filhos aprendam mais sobre religiosidade, porque hoje em dia eles não têm uma religião própria, pois os pais estão impondo o que eles devem fazer”.

Publicidade
Publicidade

Add Comentário

© all rights reserved
Jesus Te Ama