Forte terremoto gera alerta de tsunami entre Rússia e Alasca

Sismo de magnitude 7.8 atinge o Pacífico a cerca de 10 quilômetros de profundidade

ANCHORAGE, EUA - Um forte terremoto de magnitude 7.8 atingiu o Oceano Pacífico, na região que divide o Alasca e a Rússia. De acordo com o Serviço Geológico dos EUA, o sismo ocorreu a somente 12 quilômetros de profundidade, gerando um alerta de tsunami no entorno, que é pouco habitado.

O tremor ocorreu numa região abaixo do mar de Bering, principal fronteira entre Rússia e EUA, entre uma faixa das Ilhas Aleutas e a região russa de Kamchatka. Originalmente, ele foi detectado com magnitude 7.7 e 48 quilômetros de profundidade, e depois para 7.4, a 10 quilômetros.

A cidade russa mais próxima a ser habitada na área é Nikolskoye, uma pequena comunidade rural. A região americana mais próxima são as ilhas Attu, a leste. Mais cedo, um sismo de 6.2 fora registrado na região.

O sismo foi quase em cima de uma placa tectônica que divide o Pacífico, área geologicamente ativa e muito sujeita a fortes terremotos.

"Flutuações menores do nível do mar podem ocorrer em algumas áreas costeiras nas próximas horas", informou o Centro de Alerta de Tsunamis, descartando qualquer "fenômeno destrutivo" no Pacífico.
Publicidade
Publicidade

Aleatórios

Tecnologia do Blogger.