Cristã é liberta após 4 anos de prisão no Irã



Uma cristã convertida do Islã foi libertado da prisão no Irã, onde foi mantida presa por quatro anos. A Rede da Missão informa que Maryam Nagash Zargaran foi acusada de ser um perigo para a segurança nacional e foi presa há quatro anos.
Uma cristã convertida do Islã foi libertado da prisão no Irã, onde foi mantida presa por quatro anos. A Rede da Missão informa que Maryam Nagash Zargaran foi acusada de ser um perigo para a segurança nacional e foi presa há quatro anos. 

 Ela foi mantida na prisão de Evin do Irã, que é conhecida por suas condições difíceis.

Esta foi a mesma prisão onde Saeed Abedini foi mantido. Um porta-voz da Global Catalytic Ministries comentou sobre as condições abismáticas da prisão:

 "Historicamente, quando as pessoas saíram dessa prisão em particular, literalmente levavam meses para se recuperar fisicamente - em parte devido a tortura e espancamento, mas também por causa da falta de condições sanitárias e depois da comida, etc. É um lugar difícil para viver ".

 Zargaran estava com a saúde debilitada antes de ser presa, mas agora que ela foi liberada, suas doenças físicas revelam-se ainda pior. Ela teria sido espancada na prisão - uma vez até que sua perna estava quebrada.

Ela também sofreu mentalmente. Além dessas dificuldades, Zargaran se envolveu em greves de fome para protestar contra sua injusta prisão.

 Outro porta-voz da GCM disse que o caso de Zargaran, embora horrível, infelizmente não é único. Os cristãos no Irã muitas vezes sofrem perseguição nas formas de discriminação, tortura, prisão e às vezes a morte.
Publicidade
Publicidade

Aleatórios

Tecnologia do Blogger.