Em nome da ordem, estados indianos desligam a internet por 5 dias

A medida foi tomada para evitar tumultos com a divulgação da sentença de um popular líder religioso


Os estados do Punjab e Haryana, ambos no norte da Índia, desligaram a internet e as comunicações por mensagem de texto de seus cidadãos durante cinco dias nesta semana, a partir do dia 24 de agosto. A medida foi tomada para evitar tumultos com a divulgação da sentença de um popular líder religioso da região que foi acusado de estuprar duas mulheres.

 Além de desligar a internet de cerca de 50 milhões, as autoridades também bloquearam estradas e suspenderam aulas e atividades comerciais, mas nada disso obteve o resultado esperado. Isso porque após a publicação da sentença que condenou Gurmeet Ram Rahim Singh pelo crime do qual ele havia sido acusado, milhares de seus seguidores protestaram de forma violenta, resultando na morte de 38 pessoas.

Líder do grupo Dera Sacha Sauda, Rahim Singh foi condenado a 20 anos de prisão por violentar duas mulheres que participavam de seu culto religioso em 2002. A sentença foi publicada na última segunda-feira (28) e as comunicações via internet só foram reestabelecidas na região nesta terça-feira (29).
Publicidade
Publicidade

Aleatórios

Tecnologia do Blogger.