O vice-presidente dos EUA chama a nação para orar depois dos tumultos de Charlottesville

Mike Pence

O vice-presidente Mike Pence pediu aos americanos que orem e se concentrem na erradicação de grupos racistas da esfera pública em algumas observações poderosas proferidas durante uma conferência de imprensa conjunta com o presidente colombiano Juan Manuel Santos.

Pence também criticou a mídia por se concentrar tanto nas palavras do presidente Trump, em vez de procurar desautorizar as palavras desses grupos de ódio que iniciaram a violência em Charlottesville, Virgínia.

 "O que aconteceu não é de modo algum um reflexo das pessoas boas e decentes de Charlottesville ou da América", declarou Pence.


"Ontem, o presidente Trump condenou clara e inequivocamente o fanatismo, a violência e o ódio que ocorreram nas ruas de Charlottesville".

"Nossos corações sairam para as vítimas da violência que se seguiram. A família da jovem que perdeu a vida. As famílias dos dois policiais que caíram na fila do dever e todos aqueles que ficaram feridos".

"Não temos tolerância para o ódio e violência, supremacistas brancos, neo-nazis ou KKK. Esses perigosos grupos marginais não têm lugar na vida pública americana e no debate americano e condenamos-nos nos termos mais fortes possíveis".

"O Presidente também deixou claro que comportamento Por outros de diferentes perspectivas militantes estamosTambém inaceitável em nosso debate político e discurso ", prosseguiu Pence.

" O chamado do presidente para a unidade era do coração ", declarou Pence.

"Lembro que as mídias nacionais passaram mais tempo criticando as palavras do presidente do que fizeram Criticando Aqueles que perpetraram o violência começar com."

"Devemos estar colocando a atenção para onde pertence. Esses grupos extremistas precisam ser excluídos do debate público inteiramente e desacreditar os grupos de ódio e grupos marginais perigosos que são".

Fonte:Hello Christian



Publicidade
Publicidade

Aleatórios

Tecnologia do Blogger.