Connect with us

°C

Últimos Posts

Fortes chuvas inundam igreja e matam 60 cristãos que faziam vigília, em Serra Leoa

Ao todo, mais de 150 cristãos foram mortos por conta das inundações.

1 de set de 2017

O Conselho das igrejas da Serra Leoa realizou um culto no local do deslizamento. (Foto: World Vision).

Os cristãos de Serra Leoa ainda estão se recuperando de uma das piores inundações que a nação da África Ocidental enfrentou. Por causa das fortes chuvas, a lama cobriu casas e igrejas nos arredores da capital, há duas semanas. Mais de 150 cristãos perderam suas vidas e outras centenas foram feridas no desastre. Ao todo, foram mais de mil mortos e nesta semana, muitos corpos foram levados pelas muitas águas.

 Quando a lama começou a atingir as casas, a maioria da cidade estava dormindo. Mas, o Ministério do Poder do Louvor estava realizando uma vigília de oração durante toda a noite. O pastor David S. Dumbuya, sua esposa e seus filhos morreram. Cerca de 60 membros não resistiram e morreram. Um sobrevivente disse ao Daily Telegraph que perdeu 13 de seus parentes que participaram do evento.

"Todo mundo morreu. A igreja toda ficou coberta", disse Saidu Kanu, diretor de campo da World Hope International em Serra Leoa. As inundações chegaram em áreas ocidentais e centrais da capital, onde a maioria das Igrejas Batistas de Freetown estão localizadas, de acordo com a Aliança Mundial Batista.

Samuel Conteh, líder da Convenção Batista de Serra Leoa, informou que a Igreja Batista de Bethany perdeu mais de 50 membros, tornando-se uma das congregações mais atingidas. Regent, ao lado de Mount Sugar Loaf, também é o lar da primeira Igreja Batista na África, fundada em 1792 por um ex-africano escravizado que migrou para lá.

Jejum e oração

Membros de várias outras igrejas também foram atingidos, de acordo com Jonathan Titus-Williams, secretário-geral da Evangelical Fellowship. Muitos outros crentes perderam suas casas no desastre. Os cristãos, que compõem apenas 20% da população na maioria dos países muçulmanos, de aproximadamente 7 milhões de pessoas, lideraram reuniões para ministrar as vítimas e lamentar as perdas.

Os líderes evangélicos fizeram um período de jejum, seguido de um evento de oração em toda a cidade durante a semana que se seguiu ao deslizamento, com até 300 vítimas enterradas em um único dia. O Conselho das igrejas da Serra Leoa realizou um culto no local do deslizamento, no fim de semana passado.

As igrejas continuaram a se encontrar para o culto semanal no domingo, embora a Freetown ainda estivesse em risco de novas inundações. Quase todos foram impactados pelo desastre, mas também pelos esforços de recuperação, à medida que as ONGs se reúnem para cuidar de vítimas e voluntários na comunidade. O foco da World Hope tem sido proteger crianças que foram vítimas do deslizamento de terra, certificando-se de ter acesso a assistentes sociais e aconselhamento sobre trauma.
Publicidade
Publicidade

Add Comentário

© all rights reserved
Jesus Te Ama