Com campanha de boicote, Feliciano pede respeito e Malafaia profetiza ‘derrocada da Globo’


As reportagens veiculadas recentemente pelo Fantástico, fazendo apologia à ideologia de gênero e às exposições de arte com erotização infantil e performance nua de um artista masculino para ser tocado por crianças, geraram uma onda de revolta da parte da população nas redes sociais e também manifestações de lideranças evangélicas, que pregaram boicote à Globo.

Dentre os que se manifestaram de forma mais contundente estão o vereador carioca Alexandre Isquierdo (DEM) e os pastores Silas Malafaia e Marco Feliciano (PSC-SP). Em suas manifestações, todos pontuaram a desonestidade e a parcialidade com que a emissora tem tratado a discussão em torno da arte.

De acordo com informações da revista Veja, Isquierdo iniciou uma campanha de boicote à Globo entre seus contatos no WhatsApp: “Um dia sem Rede Globo. Dia 23 de outubro. Pelas crianças e em favor da família!”. O jornalista Gabriel Mascarenhas, responsável pela nota na coluna Radar Online, apostou que “a chance de a campanha pegar é próxima de zero”.

Silas Malafaia foi além, recapitulou a postura da emissora em vilanizar os evangélicos atribuindo às igrejas desta tradição cristã a responsabilidade pela atitude de traficantes em destruir terreiros de religiões afro na Baixada Fluminense, mesmo que isso represente uma contradição na essência.

O líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) também observou que as leis que abordam a proteção da criança vêm sendo ignoradas propositalmente nas matérias que a Globo produz para tratar dos casos em discussão, e que a revolta gerada por essa postura da emissora não é exclusiva dos evangélicos, mas também de católicos e todo o setor conservador da sociedade.

Malafaia reafirmou que a postura da emissora e de toda a esquerda em relação ao assunto é parte de um projeto muito bem arquitetado, e citou o livro Eros e a Civilização, publicado pelo sociólogo comunista alemão Herbert Marcuse, em que há a franca defesa da erotização infantil como forma de moldar uma sociedade livre do conceito de monogamia.

Desafiando os artistas “covardes” que saíram em defesa das exposições de arte criticadas pelo público conservador – maioria no Brasil -, Malafaia sugeriu que alugassem uma sala na Europa ou Estados Unidos, colocassem um artista nu e levassem crianças para tocá-lo. “Dissimulados, vão todos para a cadeia”, disse.

Profecia

“Essa é a derrocada da Globo. Vocês estão mexendo naquilo que é precioso para Deus, que são as crianças. Eu quando falo as coisas não uso viés religioso, mas estou aqui… a indignação é da sociedade. Vocês estão numa furada. Vocês mexeram com crianças, que têm que ser protegidas. Por isso que há leis”, disse o pastor.

“Meu Deus! Esses caras [da Globo e da esquerda] pensam que podem tudo! Esse império de comunicação. Quero mandar um recado para vocês: acabou o império da comunicação. Hoje tem redes sociais, nós não vamos nos calar. A sociedade está revoltada. Que negócio de ‘um dia não ver a Globo’? Nós temos que apagar a Globo, temos que tirar [o canal da nossa rotina]”, incentivou.

Assista:
O pastor Marco Feliciano produziu um vídeo elencando todas as inconsistências presentes nas reportagens veiculadas pelo Fantástico sobre esses temas, demonstrando em detalhes a “manipulação” de informação para formação de opinião do público.

“A [Globo], através do programa Fantástico, afrontou mais uma vez aquilo que pensa boa parte da população civilizada dessa nossa nação”, afirmou o deputado no vídeo publicado com a hashtag #GloboLixo, que ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter ao longo da última segunda-feira, 09 de outubro.

Feliciano salientou que a Globo toma por alienados todos os que discordam de sua agenda, e da forma como desvirtua o debate, tornou-se uma “autêntica fossa séptica moral”, e que a manipulação de mostrar os protestos como “censura” é uma forma de desviar o foco real da indignação popular.

“São tantas as mentiras e as manipulações, inclusive entre as pessoas entrevistadas”, desabafou o pastor. “Eu alerto a todos vocês que pretendem avançar contra as famílias, as crianças e os bons costumes que nós estamos atentos”, afirmou, lembrando que tem a procuração de 400 mil eleitores do estado de São Paulo para combater os ataques à família.

Assista:


Publicidade
Publicidade

Aleatórios

Tecnologia do Blogger.