Siga nas Redes Sociais

Pastor diz que muçulmanos querem ‘islamizar’ o Brasil a partir do Maranhão

O áudio do pastor Dagnaldo falando sobre um grupo de muçulmanos que vieram ao Brasil para sondar o país para uma possível islamização tem sido distribuído em vários grupos do WhatsApp.

 Dagnaldo, que já foi guia nas Pirâmides do Egito e chegou a ser preso por carregar uma Bíblia, conversou com o líder de um grupo de oito homens que estão no Maranhão, depois de passarem por Roraima.

O líder então confessou que eles pretendem passar por várias cidades até chegarem em São Paulo. O pastor os comparou com os espias hebreus que foram espiar a terra de Canaã.

“Meus irmãos, esse é um grupo de muçulmanos que chegaram ao Brasil por Roraima e vieram fazer um trabalho como fizeram Josué, Caleb e os dez espias“, declarou o pastor ao divulgar a foto dos homens.

O objetivo do grupo deixou o pastor preocupado, pois a intenção é tornar o Brasil um país muçulmano. “Eles estão fazendo todo o trajeto do Norte e vão seguindo para o sudeste até chegar em São Paulo, fazendo um trabalho de sondagem”.

Os homens vieram do Paquistão e são da vertente sunita, o maior ramo do Islã. O pastor Dagnaldo afirma que esses homens não representam perigo algum, que são comunicativos e sorridentes, e a função deles é apenas observar o povo brasileiro.

Esses oito muçulmanos já passaram também pelo Amazonas e foram destaque na imprensa local. Na época, um empresário muçulmano chegou a explicar que eles são missionários e que visitam apenas as comunidades muçulmanas já existentes.

“São pessoas pacíficas, que apenas estão fazendo trabalho de divulgação da fé”, garantiu empresário Mahmoud Mouas em entrevista ao site “Em Tempo”.