GOSPEL TIMES

Seguir

Cantor Netto Paz é assassinado a tiros em tentativa de assalto


A violência urbana ceifou a vida do cantor e pastor Netto Paz, 37 anos, na noite da última quarta-feira, 25 de outubro. O artista gospel foi vítima de uma tentativa de assalto em que os bandidos fizeram diversos disparos contra o carro onde Netto Paz estava com a esposa e uma das filhas.

Melchiades Santos Neto foi vocalista da Banda Shalom, onde se tornou amplamente conhecido no Nordeste, e nos últimos anos vinha se dedicando à carreira solo, com foco no forró gospel. O sucesso do artista na região era tamanho que seu trabalho foi reconhecido por uma gravadora multinacional, a Universal Music, com quem mantinha contrato.

De acordo com informações do portal Giro Piauí, Netto Paz e a família trafegavam pela rodovia BA-650, e ao chegarem ao trevo que dá acesso à BR-101, foram abordados por assaltantes, que estavam em um FIAT Strada, com disparos efetuados para intimidação. No entanto, o cantor terminou ferido e eles fugiram, segundo relatos das testemunhas.

Netto Paz chegou a ser socorrido por pessoas que passavam pelo local e levado ao Hospital de Ibirapitanga, mas faleceu em decorrência dos ferimentos. A filha do pastor também teria sido atingida em um dos braços, mas não há maiores informações a respeito de seu estado de saúde.

Nas redes sociais, a equipe que assessora o pastor publicou uma mensagem confirmando sua morte: “Graça e Paz, e uma boa noite a todos! Venho através desse pequeno texto, confirmar a triste notícia do acontecimento com o Pr. Netto. Nesse momento de dor, não temos condições de atender as ligações e nem responder as mensagens. Pedimos a compreensão de todos”.

Netto Paz deixou a esposa e duas filhas, Rayssa e Ester. Com mais de 20 anos de carreira, o cantor tem CDs e DVDs lançados em sua carreira com a Banda Shalom e também como artista solo. A Polícia da Bahia ainda não confirma os detalhes do crime, mas investiga como tentativa de assalto e quem são os bandidos, para descobrir se há outras motivações para o crime.

 
Este site ou as suas ferramentas de terceiros utilizam cookies, que são necessários ao seu funcionamento e necessários para atingir os objetivos ilustrados na política de cookies. Ao clicar em "Aceito" você concorda com o uso de cookies.