GOSPEL TIMES

Seguir

Cantora Perlla diz que foi humilhada por igreja evangélica

"Fui escorraçada, muito humilhada e por muito tempo machucada"

"Fui escorraçada, muito humilhada e por muito tempo machucada", desabafou a cantora Perlla, se referindo à igreja evangélica, quando começou a cantar funk. A artista fez sucesso nos anos 2000, mas havia abandonado a carreira para priorizar o mundo gospel.

Em sua participação no programa “The Noite”, do SBT, que foi ao ar na última sexta-feria, 24, ela ainda revelou ter sido aceita pela instituição cristã, mas que após se converter e voltar aos palcos, foi criticada pelos pastores. Durante a entrevista, ela os chamou de “hipócritas” e desabafou sobre a atitude dos religiosos.

"Você ser igreja vai muito além do templo", disse ela. "Hoje estou na Evangelho Pleno. No início era da Assembleia de Deus", contou. O conflito começou quando Perlla foi convidada por uma rádio para cantar pagode gospel. "Chegando lá, cantei músicas românticas também. Depois que eu cantei fui para casa e recebemos a ligação de uma igreja."

"Esse pastor mandou a secretária dele me ligar e remarcar a data [de um show que faria naquela igreja]. Depois foi para as redes sociais me escrachar dizendo que eu não ia pisar naquele altar santo dele", desabafou.

Ela garante que não vai abandonar a música. "Aonde eu estiver eu vou fazer música, seja no forró, seja no pagode, seja na macumba. Não vai ser a religião que vai me definir musicalmente. Eu que comecei com essa coisa do 'pop funk'. Anitta sempre me mandou mensagem, sempre me acompanhou. Ela passou pelo que eu fazia e voou. Eu tinha parado e ficou uma lacuna no mercado. Foi aí que todo mundo começou a aparecer e estourou", argumentou ela.

 
Este site ou as suas ferramentas de terceiros utilizam cookies, que são necessários ao seu funcionamento e necessários para atingir os objetivos ilustrados na política de cookies. Ao clicar em "Aceito" você concorda com o uso de cookies.