GOSPEL TIMES

Seguir

Governo egípcio legaliza 53 igrejas

Um comitê especial criado para analisar os pedidos de registro da igreja legalizou o status de 53 igrejas egípcias e edifícios relacionados em 26 de fevereiro, mas outros milhares ainda aguardam registro.

Em 2016, o Parlamento do Egito votou pela abolição das restrições da era otomana à construção de igrejas. Um comitê foi criado para analisar as inscrições das igrejas em janeiro de 2017, mas não realizou sua primeira reunião até outubro.

Em janeiro de 2018, o governo egípcio anunciou que os cristãos seriam oficialmente autorizados a realizar reuniões em prédios não licenciados, aguardando seu reconhecimento formal como locais de culto.

Milhares de igrejas no Egito nunca foram oficialmente registradas. As restrições anteriores tornavam o processo tão difícil que muitas congregações não tinham outra opção a não ser adorar ilegalmente em prédios não licenciados.

Apesar da revogação das antigas restrições e do anúncio de que os cristãos seriam autorizados a se reunir sem registro, um tribunal local em Atfih aplicou uma grande multa ao proprietário de uma igreja sem licença no mês passado (31 de janeiro).
 
Este site ou as suas ferramentas de terceiros utilizam cookies, que são necessários ao seu funcionamento e necessários para atingir os objetivos ilustrados na política de cookies. Ao clicar em "Aceito" você concorda com o uso de cookies.