GOSPEL TIMES

Seguir

Tribunal do Cazaquistão absolve mulher cristã por compartilhar aplicativo da Bíblia

Uma mulher cristã acusada de “atividade missionária ilegal” por demonstrar como baixar um aplicativo de smartphone da Bíblia foi absolvida por um tribunal regional em Shymkent, sul do Cazaquistão, dia 13 de março de 2018.

Sultanova Dilobarkhon conheceu uma mulher na igreja em dezembro de 2017, que depois lhe pediu para se encontrar perto de um café local, para que ela pudesse mostrar como baixar um aplicativo da Bíblia em seu telefone. Minutos depois que Sultanova mostrou à mulher como baixar a Bíblia, ela foi presa pela polícia no que parecia ser uma montagem deliberada.

Sultanova foi absolvida por um juiz em 13 de março. O tribunal notou que a Bíblia “não é literatura proibida na República do Cazaquistão” e descobriu que Sultanova não era culpada de “atividade missionária ilegal”, já que a freqüência à igreja da mulher que pediu sua ajuda para baixar a Bíblia havia sido documentada. .

No entanto, o mesmo juiz ordenou que a igreja protestante que Sultanova frequenta teve que fechar temporariamente no mês passado (22 de fevereiro) por supostamente não cumprir uma ordem de saúde e segurança.

Em janeiro de 2017, um inspetor de incêndio ordenou que a igreja instalasse mais dois detectores de incêndio em um depósito na propriedade da igreja. O prédio já contava com três detectores de incêndio. A igreja fez o que foi solicitado, mas apesar de não receber nenhuma notificação por escrito de seu incumprimento dos regulamentos de segurança contra incêndio e atender ao pedido do inspetor, foi multada em £ 535(R$2.500,00 reais) e condenada a suspender as reuniões por um mês.

 
Este site ou as suas ferramentas de terceiros utilizam cookies, que são necessários ao seu funcionamento e necessários para atingir os objetivos ilustrados na política de cookies. Ao clicar em "Aceito" você concorda com o uso de cookies.