GOSPEL TIMES

Seguir

Numerólogo cristão diz que o arrebatamento será dia 23 de abril

O arrebatamento será agora? Um numerólogo cristão diz que um sinal bíblico sugere isso fortemente.

David Meade disse ao jornal britânico Daily Express que em 23 de abril o sol e a lua estarão em Virgem, assim como Júpiter, que representa o Messias.

Para um certo ramo do cristianismo evangélico, Apocalipse 12: 1–2 descreve o início do que é conhecido como o arrebatamento e a segunda vinda de Cristo.

A passagem diz: “E apareceu um grande sinal no céu: uma mulher vestida de sol, com a lua debaixo dos pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas. Ela estava grávida e estava chorando de dores de parto e da agonia de dar à luz.

Na passagem, a mulher é representada como Virgem.

De acordo com Meade, o alinhamento representa "o Leão da tribo de Judá", marcando o arrebatamento, a crença de que Cristo trará os fiéis ao paraíso antes de um período de tribulação na terra que precede o fim dos tempos.

Meade disse acreditar que o chamado Planeta X, que também é conhecido como Nibiru, aparecerá acima do céu na data de abril, causando erupções vulcânicas, tsunamis e terremotos.

A NASA repetidamente disse que o Planeta X é uma farsa. Falando ao Expresso, Meade descreveu-o como “um signo único do século, exatamente como descrito no capítulo 12 do Apocalipse. Este é o nosso marcador de tempo.

No entanto, o autor Jonathan Sarfati permanece cético.

Ele disse ao Expresso: “Como de costume com qualquer astrologia (ou adaptações cristãs dela), uma cereja escolhe as estrelas que se encaixam na conclusão desejada.

“Não há nada que sugira que o dia 23 de abril seja uma data importante para a profecia bíblica, e os cristãos precisam ser cuidadosos ao serem atraídos para tais alegações sensacionalistas.

"Nós não sabemos o dia ou a hora - por isso devemos estar preparados em todos os momentos!"
 
Este site ou as suas ferramentas de terceiros utilizam cookies, que são necessários ao seu funcionamento e necessários para atingir os objetivos ilustrados na política de cookies. Ao clicar em "Aceito" você concorda com o uso de cookies.