GOSPEL TIMES

Seguir

Justiça nega liberdade ao pastor George Alves

O pastor George Alves ainda terá que passar mais algum tempo na prisão. Em uma decisão de sexta-feira (4), o Tribunal de Justiça do Espírito Santo negou um pedido de habeas corpus apresentado pelos advogados do religioso. As informações foram dadas pelo Gazeta Online.

George está detido temporariamente acusado de atrapalhar as investigações sobre a morte de seu filho, Joaquim, de 3 anos, e de seu enteado, Kauã, de 6 anos. O pastor está preso desde o dia 28 do mês passado. A decisão foi do juiz Grécio Grégio, que expediu um mandado de 30 dias.



Fonte:Pleno.News
 
Este site ou as suas ferramentas de terceiros utilizam cookies, que são necessários ao seu funcionamento e necessários para atingir os objetivos ilustrados na política de cookies. Ao clicar em "Aceito" você concorda com o uso de cookies.