Gospel Times

Seguir

Arqueólogos encontram restos de "igreja antiga" nas margens do Tibre, em Roma

Os restos do que poderia ser uma das primeiras igrejas de Roma foram descobertos nas margens do Tibre, perto de onde uma batalha épica levou o cristianismo a ser adotado como religião oficial do Império Romano.

 A escavação rotineira de uma trincheira para um cabo elétrico revelou a descoberta - um edifício de 1.600 anos com paredes de tijolos e pisos requintados feitos de mármore vermelho, verde e cor de mel de Esparta, Egito e o que hoje é a Tunísia.

 Após meses de escavações, os arqueólogos encontraram um pequeno cemitério com vários túmulos, incluindo um com uma ânfora gigante para uma tampa que continha o esqueleto de um homem romano. O esplendor da decoração, o tamanho da estrutura e a presença dos túmulos levaram-nos a especular que se tratava de uma igreja construída no quarto século dC.

 "Definitivamente era um prédio para uso público e achamos que pode ter sido um local de culto", disse Marina Piranomonte, diretora da escavação.

 "É incrível que a escavação de uma pequena trincheira para um cabo elétrico possa trazer descobertas como esta.

" O edifício foi construído apenas algumas décadas após a histórica Batalha da Ponte Milviana, que ocorreu a cerca de 100 jardas de distância em uma travessia sobre o Tibre em 312 dC.