Gospel Times

Seguir

Homem diz que foi "acordado por demônios" antes de matar sua namorada com uma Bíblia

Um homem na Flórida alega que foi “acordado por demônios” antes de espancar sua namorada até a morte com uma frigideira, um cachimbo e uma Bíblia. A polícia encontrou Lesley Satenay, 40 anos, do lado de fora da casa de Eatonville de 30 anos de idade, Krystal Phillips, em 14 de julho, com sangue em suas calças e pés. Ele imediatamente admitiu seu crime brutal às autoridades e foi levado sob custódia.

Relatórios mostram que o homem disse à polícia que "o diabo estava dentro de seu quarto" antes do assassinato. A polícia disse que Phillips, foi encontrada morta em um quarto depois de ter sido espancado até a morte com um cano. Uma Bíblia ensanguentada e uma frigideira foram encontradas nas proximidades.

Registros de prisão indicam que o suspeito foi autuado poucas horas depois que a polícia recebeu uma ligação para o endereço de Eatonville na manhã de sábado.

Após sua prisão, Satenay disse à polícia que Phillips era uma “pessoa inocente” que “não merecia morrer”.

O suspeito alegou que achava que Phillips havia saido de casa quando acordou e estava convencido de que um "demônio" estava em seu quarto. Ele deu um pulo e atacou Phillips, achando que ele que ele “atacaria uma pessoa grande”. Ele esclareceu ainda que os demônios eram “grandes”, mas Phillips era “uma pessoa pequena”.

As pessoas notaram que o homem “acertou o diabo com um bíblia”, citando detalhes de um relatório de prisão. Ele então pegou uma frigideira e bateu em Phillips mais três vezes, de acordo com a WFTV-TV .

Parece que Phillips morreu de traumatismo contuso na cabeça, embora a causa oficial da morte ainda esteja sendo investigada.

Amigos e familiares descreveram Phillips como uma “ótima pessoa e ótima mãe” que era “sempre muito respeitosa”.

“Minha amiga não merecia morrer! Ela era uma das pessoas mais doces que eu conhecia ”, declarou um amigo em resposta ao assassinato, segundo o Daily Mail .

Satenay, que vem da ilha caribenha de Santa Lúcia, está atualmente detido sem fiança na cadeia do condado de Orange por acusação de assassinato em segundo grau.