03/07/2018

Mais de 6.000 cristãos nigerianos mortos, e a mídia silenciosa

03/07/2018
Líderes da Igreja na Nigéria disseram que os cristãos estão experimentando "genocídio puro", já que 6.000 pessoas, a maioria mulheres e crianças, foram assassinadas por radicais Fulani desde janeiro.

"O que está acontecendo no estado de Plateau e outros estados na Nigéria é puro genocídio e deve ser interrompido imediatamente", disse a Associação Cristã da Nigéria e chefes denominacionais em Plateau State em um comunicado de imprensa na semana passada.

 Os líderes da igreja disseram que “mais de 6.000 pessoas, a maioria crianças, mulheres e idosos foram mutilados e mortos em incursões noturnas por pastores Fulani armados”, que está levando o seu clamor ao governo da Nigéria “para acabar com este absurdo derramamento de sangue em a terra e evitar um estado de completa anarquia, onde as pessoas são forçadas a se defender ”.

Com informações Christian Post


Reaksi: