Presidente das Filipinas diz que Deus prometeu a ele que todas as vítimas de execuções extrajudiciais iriam para o céu.

03/08/2018

/ by JC Design
No que parece ser um comentário zombeteiro contra seus críticos, o presidente Rodrigo Duterte disse na sexta-feira que Deus prometeu a ele que todas as vítimas de execuções extrajudiciais iriam para o céu.

"Desfrute dos seus direitos humanos no céu", disse Duterte, dirigindo-se aos críticos de sua guerra às drogas que matou milhares de pessoas após assumir o cargo.

“Deus me prometeu que todas as vítimas de assassinato extrajudiciais irão para o céu, iyan ang hiningi ko sa Dios. Sabi naman ng Dios, 'pwede, pwede [Foi o que pedi de Deus e Deus disse, pode ser feito, pode ser feito]' ”, disse Duterte.



“Gawin ko ba iay kung walang garantia? Kawawa naman, [Eu farei isso sem garantia? Que pena] agora, eles têm consolo, eles vão para o céu ”, disse Duterte ao liderar a inauguração do centro de bem-estar e reintegração de Northern Mindanao, na cidade de Malaybalay, em Bukidnon.



“Eles estão usando drogas e vão para o inferno? Agora, temos um consolo, eles estão indo para o céu. Eu disse, Deus, permita-os, não estou pedindo nada ”, disse ele.

"Reserve o lugar mais quente no inferno para mim e que eu possa queimar até a eternidade", disse ele, mas acrescentou: "Se há o inferno."

“Por que Deus criaria um forno para sua criação? Eu disse que tenho um Deus, mas não é o seu Deus estúpido ”, acrescentou.

A Polícia Nacional das Filipinas conta com mais de 4.000 mortes - excluindo as mortes de motociclistas.

Mas a polícia afirmou que o governo não tinha nenhuma política “para matar suspeitos de drogas” em suas operações.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© all rights reserved
Feito com por JC Design