Recent Posts

Contributors

Autoridades chinesas derrubam cruzes e fecham igrejas em Henan

10/09/2018
Segundo o site  ChinaAid , as autoridades de Henan continuaram a derrubar cruzes em toda a China.

Cruzes foram derrubadas em Zhengzhou, Nanyang e Yuzhou. A ChinaAid relata que os cristãos cantaram hinos para encorajar uns aos outros quando uma cruz foi destruída na Igreja Evangélica de Tongxin, em Anpeng, Nanyang.

Até agora, no distrito de Jinshui, em Zhengzhou, oito igrejas domésticas foram fechadas, mas no geral os moradores relataram que é difícil estimar quantas igrejas foram fechadas.

A ChinaAid informa que os cristãos do condado de Zhongmo foram informados pelo governo local de que as cruzes seriam derrubadas. Algumas igrejas pretendiam cobrir as cruzes com véus negros para escondê-las.

De acordo com a ChinaAid, a Associação Cristã de Justiça da China fez uma declaração na terça-feira condenando as ações das autoridades de Henan, expressando indignação com o tratamento dado às igrejas e a destruição das cruzes. Segundo a reportagem, o grupo afirma que a perseguição contra pessoas religiosas, principalmente cristãos, aumentou desde fevereiro, quando uma mudança de política foi feita na China.

A declaração fala de extrema opressão na província cristã de Henan. Autoridades em Henan tomaram medidas para restringir os pastores e teriam forçado as igrejas a arvorar a bandeira da China e exibir um retrato do presidente, violando a liberdade de religião do cristão chinês.

Está sendo relatado que as igrejas serão unidas para diminuir o número para apenas um ou dois em cada município. Casas de culto estão sendo instruídas a não exibir cruzes fora dos prédios da igreja.

Além disso, pastores e ministros estão sendo obrigados a fazer exames supervisionados pelo governo, que lhes pedirão que respondam perguntas sobre regulamentos sobre assuntos religiosos, práticas do governo para garantir a liberdade de religião e os principais valores socialistas, entre outros tópicos.

Veja Também

Nenhum comentário:

Postar um comentário