Igreja holandesa realiza 27 dias de culto ininterruptos para proteger família da deportação

novembro 30, 2018
Uma família de refugiados armênios está abrigada na Igreja de Betel em Haia há 27 dias, evitando uma ordem de deportação porque os funcionários não têm permissão legal para interromper um culto - e a igreja tem mantido um serviço ininterrupto e contínuo por todos os 27 dias. .

A família Tamrazyan buscou refúgio na Holanda depois que o ativismo político do pai levou a ameaças de morte contra ele e sua família. Eles obtiveram asilo, mas isso foi derrubado quando o governo holandês recorreu da decisão de asilo como parte de uma tendência de atacar a imigração como um recurso para elementos xenófobos de extrema direita na política holandesa.


O pedido para levar os Tamrazyans colocou a liderança da igreja em uma posição desconfortável porque, como Hettema explica, nenhuma igreja deveria escolher entre o respeito pela dignidade humana e o respeito pelo governo. Mas no final, ele disse à sua comunidade da igreja que decidiu dar as boas-vindas à família para permanecer fiel à “abertura e hospitalidade da igreja”. Hettema diz que a igreja não planeja acabar com o serviço religioso tão cedo Mas ele está esperançoso de que o Ministro da Migração, Mark Harbers, use seus poderes “discricionários” para conceder residência aos Tamrazyans, como fez no passado para certos casos.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© Alguns direitos reservedos
2018
Feito com & por JC Design