Skip to main content
Líbia (International Christian Concern) - De acordo com o Libyan Express, o Ministério do Interior da Líbia localizou os restos mortais dos 34 cristãos etíopes executados pelo Estado Islâmico (ISIS) em abril de 2015. 

Os corpos estavam localizados em uma fazenda. perto da cidade costeira de Sirte.

A vala comum foi descoberta através de confissões de membros do ISIS feitas após a batalha para retomar Sirte.

Os 34 cristãos etíopes estavam na Líbia como trabalhadores migrantes. 

Eles foram capturados pelo ISIS, que então os executou decapitando e atirando. A execução foi filmada e usada em um vídeo de propaganda que ameaçava ainda mais os cristãos. 

O ato ocorreu apenas alguns meses depois de o EI ter decapitado um grupo de cristãos egípcios em 2015. A cova coletiva foi encontrada no ano passado.

As valas comuns das vítimas do ISIS continuam a ser descobertas em todo o Oriente Médio. 

Embora o ISIS tenha sofrido sérios reveses em toda a região, a Líbia continua a ser um campo fértil para os militantes. 

O cristianismo na Líbia existe principalmente por trabalhadores migrantes, embora a ameaça do ISIS tenha dissuadido significativamente muitos de continuar trabalhando lá. 

O ISIS e outras organizações terroristas estrangeiras operam amplamente em toda a Líbia, controlando o território em todo o país.
 
Exibir Comentários

 
Gospel Times

follow us