Skip to main content
GOSPEL TIMES

Seguir

Uma estátua de um demônio está dividindo a cidade espanhola de Segovia, onde o plano para colocar na vizinhança em seu famoso aqueduto romano uma escultura de um Demônio com um telefone celular tirando uma 'selfie'.

A instalação da escultura, recentemente anunciada pela Câmara Municipal, está sendo estudada por um juiz após a denúncia de um grupo de vizinhos que acredita que a imagem ofende seus sentimentos religiosos .

O Aqueduto de Segóvia, datado do início do século II dC C., é um dos monumentos mais valiosos e mais bem preservados da era romana.

Através desta escultura, quisemos transmitir esta tradição aos 800.000 turistas que visitam a cidade todos os anos. O telefone e a pose do diabo são, precisamente, um aceno para os visitantes que constantemente fazem selfies diante do monumento mais representativo da cidade.

O criador e doador da estátua, José Antonio Abella Mardones, declarou que nunca pretendeu prejudicar ninguém ou ferir qualquer sentimento religioso. "O que mais me magoa é que Segovia pode ser vista como uma cidade intolerante e fanática ", disse ele em uma petição na plataforma Change.org que reuniu mais de mil assinaturas em favor de seu "diabo".

No entanto, esses resultados são inferiores aos obtidos pela petição online de María Esther Lázaro contra a estátua, que já acumula mais de 5.500 assinaturas. Afirma que a representação "é ofensiva para os católicos, porque é uma exaltação do mal ". Lázaro é um dos chefes da Associação San Miguel e San Frutos, entidade que em 24 de outubro interpôs recurso no Tribunal Administrativo Contencioso de Segóvia.



O conselho local já falou e agora é o juiz que deve decidir se a impor a liminar para proibir a instalação da escultura enquanto o julgamento estiver resolvido, conforme solicitado pela associação autora da denúncia, segundo recolhe locais papel El Adelantado.

Fonte:RT
Exibir Comentários