Skip to main content

EUA deveria reconhecer soberania de Israel sobre as Colinas de Golan, diz Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se mostrou nesta quinta-feira (21) favorável a que Washington reconheça a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, uma área que os israelenses tomaram da Síria e anexaram, em uma ação que nunca foi reconhecida pela comunidade internacional.


"Depois de 52 anos, é hora de os Estados Unidos reconhecerem completamente a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã", escreveu Trump em um tuíte, no qual se referiu a esse território como "de importância estratégica e de segurança chave para o Estado de Israel e a Estabilidade Regional".

Os comentários de Trump ocorrem uma semana antes da visita do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu aos Estados Unidos. O premiê israelense tem pressionado para que os EUA reconheçam a soberania israelense sobre as colinas, das quais Israel se apossou da Síria durante a Guerra dos Seis Dias, de 1967, e posteriormente anexou.

As colinas de Golã estão na região do Levante, que é uma grande faixa de terra localizada no Oriente Médio, fica na parte sul dos Montes Tauro, limitada a leste pela Mesopotâmia e pelo Deserto da Arábia Setentrional; e ao oeste pelo mar Mediterrâneo.

Na semana passada, o Departamento de Estado americano divulgou seu relatório anual de direitos humanos, no qual utilizou a expressão "controladas por israelenses" em vez de "ocupadas por israelenses" para descrever as colinas de Golan, Cisjordânia e Gaza, o que contrariou o protocolo anterior. Tópicos:      
Exibir Comentários

 
GOSPEL TIMES

Seguir