Skip to main content

Uma escultura da Virgem Maria com o lenço verde, representando o aborto legal , está na exposição de arte 'Para Todes Tode' Centro de Memória Haroldo Conti Cultural, na Cidade de Buenos Aires.

E provocou uma controvérsia feroz que mesmo envolvido o governo argentino eo principal, Alexander Kurland, foi denunciado por dois cidadãos, Miriam e Georgina Arbizu, pelo crime de "incitação à violência e discriminação".

Nesse sentido, a Secretaria de Direitos Humanos da Nação publicou no Twitter que os elementos da exposição "não representam qualquer manifestação" desse portfólio. "Ficamos surpresos com nossa boa fé", disseram eles. Nesse sentido, disseram que o espetáculo "contém elementos ofensivos não relatados anteriormente" , e esclareceu que, se soubessem, teriam "objetado a sua exibição".

Fonte:RT
Exibir Comentários

 
Gospel Times

follow us