Ir para o conteúdo principal

New York Times volta atrás: Jesus não era palestino

Uma semana depois de publicar uma coluna dizendo que Jesus provavelmente era palestino, o New York Times admitiu ter cometido um erro.

O Times publicou uma correção em 27 de abril, culpando o erro em uma edição.

“Por causa de um erro de edição, um artigo no sábado passado erradamente referindo a origem de Jesus,” a correção diz . “Enquanto ele vivia em uma área que mais tarde veio a ser conhecida como Palestina, Jesus era um judeu que nasceu em Belém.”

Uma semana antes, o The Times publicou uma coluna do jornalista Eric V Copage sobre a cor e a herança de Jesus. A coluna incluía esta frase: “Jesus, nascido em Belém, era provavelmente um homem palestino de pele escura.” Essa linha foi alterada para se ler: “Mas Jesus, um judeu nascido em Belém, presumivelmente tinha a aparência de um homem do Oriente Médio"

A discussão na coluna do The New York Times ocorreu um dia antes de o representante democrata Ilhan Omar, de Minnesota, re-twittar um tweet afirmando que Jesus era palestino. Omar é muçulmano.

O tweet do estudioso islâmico Omar Suleiman, que ele re-twittou, dizia: “Uma vez fui perguntado por um parente que é cristão palestino, por que a direita cristã nos Estados Unidos apoia amplamente sua opressão. 'Eles não sabem que somos cristãos também? Eles até nos consideram humanos? Eles não sabem que Jesus era um palestino? '”

O re-tweet de Omar provocou uma reação negativa nas mídias sociais. Isso incluiu uma resposta de Michael Dickson, diretor executivo da StandWithUs-Israel.

“Não, @Ilhan Omar, Jesus não era um 'palestino', ele era um judeu nascido em Israel sob ocupação romana e sua necessidade de deturpar a história e apropriar-se indevidamente de sua origem para uma causa política diz mais sobre você do que sobre qualquer outra coisa ”, Escreveu Dickson .
Tópicos:

Veja Também

 
Vídeo

Brasil

Brasil

Mundo

Mundo

Política

Política

Devocional

Devocional
Gospel Times

Seguir